IDM Cardio

Notícias
voltar

22/06/2017 às 12:53h

Estrela das festas juninas, amendoim ajuda a prevenir infarto e derrame

Estrela das festas juninas, amendoim ajuda a prevenir infarto e derrame

Torrado, in natura ou coberto com temperos especiais. Além do milho, um dos alimentos mais consumido nas Festas Juninas é o amendoim.

O sabor neutro oferece grande versatilidade aos preparos, podendo ser incluído em receitas doces e salgadas. O amendoim tem grande quantidade de nutrientes essenciais para saúde geral do nosso corpo. 

Os principais benefícios de um amendoim são as gorduras insaturadas presentes na sua composição, essas gorduras não são produzidas pelo organismo e precisam ser consumidas através da alimentação.

As gorduras insaturadas, presentes no amendoim, são boas para a saúde, pois auxiliam na prevenção de doenças cardiovasculares. Elas ajudam a reduzir os níveis de triglicerídeos e o colesterol sanguíneo que podem levar à hipertensão arterial, infarto e derrame cerebral. 

Além disso, o amendoim é rico em vitamina E, que ajuda por exemplos nos problemas de infertilidade. Ele tem também inúmeros minerais como cobre, zinco e ferro que junto à proteína melhoram o funcionamento do corpo. 

O amendoim também ajuda a manter o corpo em forma de maneira saudável, pois estimula a saciedade e inibe a fome. Comer o amendoim puro ou na forma de manteiga são as melhores maneiras de aproveitar o alimento sem nenhum processamento. Ele pode vir junto à saladas, frutas ou em receitas com cozimento. 

Agora dá para aproveitar com tranquilidade essa delícia junina!

Fonte: Com informações do site Brasil de Fato
 


Leia também:

Como o azeite de Oliva pode ajudar a evitar doenças cardíacas
Infarto e gênero: problema é mais grave nas mulheres
Pequenas mudanças na alimentação reduzem o risco de doenças cardiovasculares
Infecção respiratória pode ser gatilho para problemas no coração
Amamentação pode reduzir risco de infarto e AVC

Listar todas »

Instagram

@idmcardio

Fique por dentro

Mortes em casa por doenças cardiovasculares aumentam em 32% na pandemia

Mortes em casa por doenças cardiovasculares aumentam em 32% na pandemia

Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) associa os casos ao acesso limitado aos hospitais no período e o medo da Covid-19

Saiba mais